Chás Para Emagrecer

chas-para-emagrecer-beneficios-emagrecer-antioxidante

Chá de Boldo
Indicado para aliviar sintomas de mal estar estomacal e intestinal, vómitos, mal estar e cólicas abdominais, diminui a azia, os efeitos do excesso de bebida alcóolica e os gases. Não deve ser consumido por gestantes e nem em excesso, pois pode causar vômitos, diarréia e problemas no sistema nervoso.

Chá de Camomila
Tem ação estimulante da cicatrização, anti-espasmódica e calmante. É indicada como coadjuvante no tratamento de irritações de pele, resfriados, inflamações nasais, sinusites e cólicas menstruais.

Chá Mate
Auxiliador na diminuição da absorção do colesterol, combate o envelhecimento precoce. reduz a glicemia e controla o diabetes. Deve ser evitado por quem sofre com hipertensão, arritmia, gastrite e insônia, já que possui cafeína.

Erva-doce
Estimula as funções digestivas, promove o alívio de gases, normaliza a circulação sanguínea e estimula o sistema respiratório. Também pode apresentar efeito diurético, contribui na redução do risco de câncer de mama e de ovário. Grávidas devem evitar excesso pois pode causar aborto.

Capim Cidreira
Pode apresentar efeito calmante, ação analgésica, diurético e no controle dos gases gastrointestinais. Não deve ser consumido por quem está fazendo uso de remédios sedativos, como calmantes, porque o efeito pode ser potencializado.

Chá de Hortelã
Embora não existam muitos estudos sobre os efeitos dessa erva, popularmente acredita-se que o mentol em sua composição possa ter propriedades como coadjuvante no tratamento da síndrome do intestino irritável, náuseas e vômitos, diarreia, dor de cabeça, indigestão, mau hálito, controle de asma leve e estresse. Precisa ser evitado o consumo do chá de hortelã por pessoas que sofrem com problemas hepáticos graves e também para mães no período da amamentação.

Hibisco
Auxilia no emagrecimento porque é potente para acelerar o metabolismo e estimular a queima de gordura corporal, evita o aparecimento do diabetes de tipo 2 e diminui os níveis de colesterol, triglicérides e a glicose na circulação sanguínea, atua como calmante, diurético e laxante. Pessoas que possuem algum nível de hipertensão não devem beber esse chá.


chas-emagrecer-goji-limao

PREPARAÇÃO

Coloque as bagas goji e a casca de limão numa chávena e encha com a água a ferver. Cubra e deixe descansar por cerca de 10 minutos.

Retire a casca de limão e despeje o restante para a bimby ou liquidificador de cozinha e adicione os restantes ingredientes. Misture até ficar homogéneo e espumoso.

Deite de novo na chávena ou copo e desfrute desta bebida quente ou morna.

INGREDIENTES
Bagas goji 2 colheres de sopa
Água a ferver q.b.
Limão (casca e sumo) 1
Mel 1 colher de chá
Açafrão 1 colher de chá

 

Fonte:  lifestyle.sapo.pt

Muitas pessoas utilizam o chá para tratar dores de barriga, de cabeça, tosse e outras mazelas. Há quem prefira e ache menos agressivo ingerir a bebida do que tomar medicamentos. Outras pessoas preferem combinar as duas coisas, pois acreditam que assim ficarão curadas mais rapidamente. Mas não é bem assim. O chá e as infusões em geral podem interagir com os remédios, potenciando ou anulando a sua acção e podem até prejudicar o tratamento.

Segundo o clínico-geral e presidente da Associação Brasileira de Fitoterapia, Alexandro Botsaris, tudo tem contra indicações, inclusive a água. Por isso, antes de tomar um chá ou uma infusão, é preciso saber quais os seus princípios ativos, para, então, saber se há ou não problema em ingeri-lo sozinho ou junto com um medicamento.

«Um medicamento como a sibutramina, usado para emagrecer, interage fortemente com a cafeína, presente nos chás [proveniente da planta Camellia sinensis]. Se combinar os dois, usando em grande quantidade, pode ter uma crise hipertensiva. Ou se está a tomar algo para a arritmia, a cafeína anula o remédio, e a pessoa volta a ter o sintoma», alerta Botsaris.

Mas, dependendo da doença e para alguns problemas simples de saúde, como uma cólica, o chá pode sim substituir o remédio.
A coordenadora da comissão de Plantas Medicinais e Fitoterápicos do Conselho Regional de Farmácia do Estado de São Paulo, Caroly Cardoso, também sublinha que a procedência das ervas faz diferença.

«Num transtorno menor, como uma má digestão, a pessoa pode e deve usar um chá, desde que tenha uma boa procedência e não esteja contaminado. É importante que a pessoa compre a planta de um local que faça um controlo de qualidade», diz.
Botsaris explica que em caso de tratamentos com bebida deve ser feita com uma quantidade maior de chá. «Há que usar, em média, três vezes mais do que uma saqueta de dois gramas.»

A dosagem da bebida também deve ser observada para as diferentes faixas etárias, já que o peso de cada um interfere directamente na quantidade. Ou seja, mesmo sendo natural, o chá pode causar reacções adversas.
Mas o chá não deve ser consumido só quando algum sintoma aparece. A bebida também pode ser usada como forma de prevenção de algumas doenças.
«Alguns chás são diuréticos; eliminam o sal do corpo. Se a pessoa toma a bebida regularmente, pode estar a retardar o aparecimento de hipertensão, se tiver tendência para isso», exemplifica o clínico.

 

Fonte: diariodigital.sapo.pt

Related Posts with Thumbnails

Publicidade

.